Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaque

Vereadores de Figueirão por 5 a 3, infringem Artigo de Decreto e afastaram Presidente da Câmara.

Vereadores de oposição sem embasamento jurídico atropelam a lei em vigor e afastaram o vereador da presidente da câmara de Figueirão, Antônio Nabhan, após abertura de CPI para investigar denúncia de oferecimento de vantagens para as eleições de 2020.

Ontem (25), em Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Figueirão os vereadores Carlitão Pereira (PSDB), Flávia Bravo(PSDB), Paullyane Amorim (PTB), Roni Silva (PTB) e Luciene Teodoro (PTB) atropelaram o art.5°, II do  Decreto da Lei nº 201/67, que prevê o sorteio dos vereadores de cada partido conforme proporcionalidade, quando for mais de 1 vereador, para compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), vetando a indicação de eleição nominal dos cargos.

No entanto, os membros dos partidos PSDB, PTB e PSD não respeitaram o decreto e indicaram a vereadora Paullyane Amorim do PTB ao cargo de Presidente da Comissão, a vereadora Flávia Maria Bravo do PSDB ao cargo de relatora e o vereador Marcelo Martins do PSD ao cargo de membro da comissão, ambos infringindo a lei.

A CPI foi aberta para investigar o atual presidente da câmara de vereadores Antônio Nabhan, pela denúncia de oferecimento de vantagens ao filiado do PSDB, Alex Bicheiro, que gravou propositalmente Nabhan em sua residência. O áudio vazou nas redes sociais e propositalmente após vários dias virou denúncia na Câmara contra o próprio presidente daquela Casa de Lei.

Segundo informações, Alex Pereira (bixeiro) do partido PSDB foi a casa do vereador Antônio Nabhan e gravou tendencialmente o presidente da câmara fazendo uma proposta sobre a possibilidade de bixeiro ser candidato a vereador na próxima eleição municipal no Partido do PSD, visando uma vaga no Legislativo Municipal da cidade.  Além, de uma ajuda partidária de 20 a 30 mil durante a campanha, caso a proposta fosse aceita.

O áudio especulativo e tendencioso foi vazado a média de um mês atrás pelo bixeiro. Com essas informações, Alex Bicheiro fez uma denúncia na câmara de vereadores de Figueirão contra o presidente da câmara.

Com a denúncia o vereador Antônio Nabhan possivelmente poderá ser  investigado pelo Ministério Público do Estado, caso o mesmo vê veracidade no áudio gravado ilegalmente por Alex. A reportagem do Portal www.tendenciadoestado.com.br tentou entrevistar a presidente da CPI, por infringirem a lei, porém não foi possível pois a mesma saiu da câmara rapidamente.

Já o Presidente, Antonio Nabhan, disse, que entra ainda hoje com mandado de segurança na justiça para restabelecer ao mandato de Presidente daquela Casa de Lei, porque os vereadores que faz oposição ao seu mandato na Presidência da Câmara Municipal, agiram de má fé e não respeitaram a Lei em vigor.