Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaque

Seguranças barram repórteres na volta de Reinaldo ao trabalho após pescaria na Argentina

Praticamente uma semana depois de deixar o Brasil para pescar com amigos e integrantes da cúpula do Governo na Argentina, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) voltou ao trabalho nesta segunda-feira (13). A reportagem do Jornal Midiamax tentou falar com o governador, mas foi barrada por seguranças de Reinaldo.

Acompanhado por seguranças, Reinaldo chegou ao prédio da governadoria por volta das 8 horas desta segunda. Os seguranças não autorizaram que a equipe do Midiamax se aproximasse do governador e, por isso, não foi possível questionar Reinaldo sobre a pescaria argentina durante expediente.

Seguranças indicaram que apenas a equipe da Comunicação do Governo atenderia a reportagem a respeito dos questionamentos. O Midiamax procurou a Comunicação, mas foi informado que respostas serão repassadas apenas por email. A reportagem encaminhou o email e aguarda retorno.

‘Férias por conta própria’ na Argentina

Governador não pediu férias para deixar o trabalho e Mato Grosso do Sul ficou sem a presença de um chefe de Executivo por seis dias com a viagem de Reinaldo Azambuja (PSDB) para uma pescaria com amigos na Argentina, conforme trouxe reportagem do Jornal Midiamax na última quinta-feira (9). A previsão, de acordo com o apurado, era que Reinaldo retornasse ao Estado apenas no sábado (11). No entanto, não houve confirmação se o governador voltou a Mato Grosso do Sul no sábado ou no domingo.

‘pescaria chique’ aconteceu no rio Paraná, na província argentina de Corrientes. Fora do país, Reinaldo não deixou oficialmente nenhum substituto no Mato Grosso do Sul, já que não há nenhuma publicação com designações nesse sentido no DOE (Diário Oficial do Estado). Ele também não formalizou nenhum pedido de férias. O governador não é visto em agendas públicas no Estado desde o dia 19 de dezembro.

As últimas seis edições do Diário Oficial, do dia 2 de janeiro até a quinta-feira (9), trouxeram publicações de decretos assinados por Reinaldo. Apesar das publicações geralmente serem fruto de datas retroativas, o que chama atenção neste caso é que as data de assinatura dos decretos publicados nesta semana coincidem com o período em que o governador pesca com amigos.

Na sexta-feira (10), contudo, um dia após a publicação da reportagem que revelou o destino do governador, nenhuma assinatura de Reinaldo consta no Diário Oficial.

Conforme a Constituição de Mato Grosso do Sul, o governador pode ser ausentar do Estado e até do Brasil pelo período de até 15 dias sem que autorização seja solicitada à Assembleia Legislativa. O que ocorre na viagem atual de Reinaldo é que a saída do governador do país contraria informação oficial repassada pelo Governo.

 

You May Also Like

Marketing Digital

Já se foi o tempo em que costumávamos usar o Instagram ou qualquer outra rede social como Facebook ou mensageiros como Whatsapp  para compartilhar...

Cidades

Um candidato a prefeito em Rio Negro, distante 149 km de Campo Grande, terá que excluir um post em que desqualifica uma pesquisa eleitoral...

Brasil

O Brasil atingiu a marca de 200 mil mortos por Covid-19 nessa quinta-feira (7/1). Em 10 meses, o novo coronavírus mudou a maneira como os brasileiros vivem, relacionam-se...

Destaque

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), voltou a trás e anulou a nomeação de três familiares para cargos comissionados na prefeitura da cidade...