Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaque

Polícia Civil de MS não descarta que assassino de ator fugiu de avião para o Paraguai

A Polícia Civil de  não descarta que  Matias, assassino do ator Rafael Miguel, de 22 anos, e de seus pais, tenha fugido de avião para o Paraguai. Ele estava escondido em um sítio na cidade de Eldorado, município localizado a 440 quilômetros de Campo Grande, na fronteira.

De acordo com o delegado Pablo Ricardo Campos dos Reis, da Delegacia de Polícia de Eldorado, desde terça-feira (27) da semana passada a equipe da Polícia Civil de MS participa das investigações em apoio ao Departamento de Homicídios de São Paulo. “Temos participado desde que recebemos as informações e existe a possibilidade de que tenha fugido pela pista de voo”, disse.

Na propriedade em que estava Cupertino há indícios de uso da pista que coincidem com o período em que ele por lá esteve. Além disso, Alfonso Helfenstein, dono do sítio, é dado como foragido. Alfonso é piloto profissional e já havia sido preso em 2008 por transportar 300 quilos de maconha.

No Rastro

Conforme revelado pela equipe de jornalismo da TV , Alfonso teria usado o nome falso de Carlos Helfenstein para adquirir um telefone celular para Cupertino, que fugiu ao descobrir a aproximação da polícia. A esposa de Alfonso alegou que o marido havia contratado o assassino, mas sem saber do histórico criminal. No entanto, a polícia não vê credibilidade nesta versão da história, principalmente porque Alfonso ainda não foi encontrado.

Quando estiveram em Eldorado, os investigadores constataram que Alfonso, naquela terça-feira, dia da fuga de Cupertino, esteve no aeroporto da cidade duas vezes: ele pousou às 11h e decolou às 15h30 no dia. Os dois horários do local ficam sem funcionários. Por isso, ninguém sabe dizer se o assassino estava junto de Alfonso. O delegado Pablo ressaltou que as investigações continuam e que as forças de segurança da fronteira trocam informações para tentar localizá-lo.

Paulo Cupertino já havia deixado pistas sobre sua fuga: a Polícia Civil do Paraná descobriu que ele havia feito um novo documento em nome de Manoel Machado da Silva, na cidade de Jataizinho (PR), usando informações falsas, como por exemplo, alegando que nasceu no município sul-mato-grossense de Rio Brilhante.

De acordo com o delegado Marcus Vinícius Michelotto, diretor do IIPR (Instituto de Identificação do Paraná), em agosto, a polícia de São Paulo entrou em contato alegando que Cupertino estava disfarçado e solicitou que fosse realizada uma busca no banco de dados de emissões de RGs. Na segunda-feira (26), ele foi descoberto graças ao cruzamento de dados de impressões digitais e confronto das fotos.

O documento falso em nome de ‘Manoel’ foi emitido em Jataizinho, com informações como o nomes de pai e mãe e o local de nascimento, citado como a cidade de Rio Brilhante. No entanto, a certidão do nascimento era falsa

O Crime

No dia 13 de junho de 2019, em São Paulo, Cupertino atirou 13 vezes no ator Rafael, de 22 anos, que namorava a sua filha, e nos pais dele, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, 50. Todos estavam estava na casa da namorada de Rafael quando o crime ocorreu. Paulo não aceitava o relacionamento da filha, que tinha 18 anos. A ação foi registrada por câmeras de segurança. fonte midiamax

You May Also Like

Marketing Digital

Já se foi o tempo em que costumávamos usar o Instagram ou qualquer outra rede social como Facebook ou mensageiros como Whatsapp  para compartilhar...

Cidades

Um candidato a prefeito em Rio Negro, distante 149 km de Campo Grande, terá que excluir um post em que desqualifica uma pesquisa eleitoral...

Brasil

O Brasil atingiu a marca de 200 mil mortos por Covid-19 nessa quinta-feira (7/1). Em 10 meses, o novo coronavírus mudou a maneira como os brasileiros vivem, relacionam-se...

Destaque

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), voltou a trás e anulou a nomeação de três familiares para cargos comissionados na prefeitura da cidade...