Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaque

Ministério Público cobra da atual gestão de Figueirão informações sobre o Concurso Público de 2014 que teria sido fraudado pela empresa

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul, por meio do Ofício nº 005/2020/1ªPJC, do dia 07 de abril de 2020, dá conta que tramita perante a 1ª Promotoria de Justiça do Município de Camapuã, onde investiga fraude no Concurso Público de 2014, realizado do Município de Figueirão, MS.

Trata-se de concurso público realizado na gestão do ex-prefeito Neilo Cunha, onde o Ministério Público afirma que esse concurso foi fraudado no cargo de Auditor Fiscal.

Em vista disso, o MP está solicitando, no prazo de dez (10) dias, para que a atual Administração do Município de Figueirão informe quais servidores integraram a Comissão Organizadora do Concurso Público – Edital nº 01/2014, bem como encaminhe cópia do Procedimento Licitatório que sagrou vencedora a empresa que realizou o Concurso Público.

O estranho é de que esse concurso público foi realizado na mesma época do município de Paraíso das Águas, onde há indícios que pessoas fizeram concurso nos dois municípios, sendo que a pessoa que tinha um alto cargo na Prefeitura de Paraíso passaria no concurso do município de Figueirão, mas teria a garantia da vaga também no concurso de Paraíso, ou seja, mesmo passando em uma boa colocação em Figueirão, não assumiria o cargo em Figueirão, favorecendo assim o segundo colocado em Figueirão..

Nesse sentido da denúncia a operação feita pelo cargo levou o nome de Operação Negócio de Família, denominada pelo GAECO.

Há suspeita de favorecimento de pessoas da alta hierarquia das duas prefeituras, tanto de Figueirão quanto de Paraíso das Águas, juntamente com a empresa que realizou o concurso.

Devemos verificar quem ocupava os cargos de administração dos dois municípios na época. Ainda há indícios de fraudes em outras vagas no município de Figueirão.

Vale informar que para narrar os fatos corretamente foi preciso citar o nome do saudoso  Neilo Cunha.