Connect with us

Hi, what are you looking for?

Covid

O caos em Manaus era previsível.

Caos em Manaus
Caos em Manaus

MANAUS em prantos por conta da Covid 19

Estima-se que na 1. onda da pandemia  pelo menos 65% da população de Manaus havia adquirido a Imunidade de Rebanho por haver se contaminado com o vírus. Já não é novidade, faz um tempo, que a imunidade não é permanente, que com o tempo os anticorpos IgG vão caindo e já são registrados casos de infecção. A aposta na Imunidade de Rebanho, sem vacina, já havia sido alertada pela comunidade científica que não era algo seguro. Soma-se a tudo isso o fato das pessoas não usarem devidamente a máscara de proteção e se manterem no isolamento social o máximo possível. 

Então, era de se esperar, pela teoria da imunidade de Rebanho, que Manaus não sofreria tanto com uma 2. onda. O Estado não se preparou devidamente e nem recebeu recursos suficientes( Segundo fontes do Governo Local). . De todas as capitais, foi a que menos recebeu em recursos por habitante. Existem responsabilidades e não são apenas do Governo Federal, é também do Estado do Amazonas, da Prefeitura e de uma boa parte da população que não se preveniu, desrespeitou o pedido de isolamento social e zombou dos casos de Covid. 

Para piorar, apareceu uma nova variante mais contagiosa, e os médicos perceberam que agora famílias inteiras ficam doentes. Antes, isto não acontecia. A comunidade científica está em alerta, apurando se está nova variante do vírus é a responsável pelo caos, se reinfecção tem sintomas piores, se o número de assintomáticos é menor ou a letalidade, maior.

O que quero dizer é que o vírus não é assim tão previsível, e as medidas de contenção devem levar em conta está imprevisibilidade. A corrida biológica atrás de uma vacina rápida e eficaz mobiliza governos, bilhões de dólares, especulações das mais diversas, subidas e descidas de preços de ações nas Bolsas de Valores. 

Falta de planejamento em Manaus agravou a situação.

Não é possível fazer apostas e, em cima delas, não elaborar planos de calamidade, não ter capacidade de montar uma estrutura, hospitais de campanha, em curto prazo – para isto tem de ter planejamento estratégico e diretriz – e isto sim é responsabilidade do Ministério da Saúde. Em vez disto, apostaram na Cloroquina, contradizendo as sociedades médicas, como por exemplo, a Sociedade Brasileira de Infectologia, contrariando a OMS, fazendo o contrário do que se está fazendo na maioria de outros países, ignorando a importância do isolamento social como estratégia no combate a pandemia. Entretanto, há inquéritos policiais sobre superfaturamento na compra de respiradores e oxigênio no Estado. Aliás, no Brasil inteiro diga-se de passagem. 

Manaus é um caso de polícia. Todas as esferas governamentais deverão prestar contas. Alguém tem de responder, por exemplo, porque tem enfermeiro que não recebe salário a meses. Porque faltou oxigênio, se os recursos eram ou não suficientes e, se foram, para onde foi o dinheiro. A equação do fracasso em Manaus envolve muita gente, foi tipo a fórmula da desgraça. Existe responsabilidade nas esferas Federal, Estadual e Municipal. O Ministro da saúde esteve no início de janeiro de 2021 e sendo ele o responsável pela logística durante anos no Exército não percebeu que faltaria oxigênio em Manaus?

TUDO ISTO QUE ESTÁ ACONTECENDO mostra o resultado de se ignorar a ciência de verdade, de não dar ouvidos para a comunidade científica. Começa daí e parte para a má gestão dos poderes públicos, até chegar em cada cidadão que fez festa nas eleições, Natal e Ano Novo, que não usou máscaras, que proferiu discursos negacionistas e fez pressão para derrubar as medidas restritivas em Manaus, no mês de Dezembro.

Quantas costureiras de ajustes de roupas pararam suas atividades durante a pandemia e começaram a confeccionar máscaras de proteção, muitas vezes sendo até ofendidas por pessoas que desprezaram o estrago do vírus? Enfermeiros então? Eram quase que escurraçados de trens e metrôs quando iam ao trabalho, como se eles fossem os culpados pela disseminação da Covid19.

Aqueles que são da área da Saúde, não devem se omitir. Devem se posicionar e apontar os caminhos corretos. Ou os barcos navegam todos na mesma direção, ou se perde a esquadra.

A Guerra Política causando ainda mais mortes.

A guerra política entre o Presidente Bolsonaro e o Governador João Dória de São Paulo desceu a um nível tão baixo que ninguém aguenta mais. Nas redes sociais as pessoas estão se ofendendo, se matando umas às outras, enquanto muitos morrem sem ter a ajuda dos Governantes.  Não há quem não conheça alguém que teve a Covid 19 e ou quem morreu por conta dela.

Até quando sofreremos por conta de Governantes incompetentes e corruptos que por décadas saquearam nosso País?

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Marketing Digital

Já se foi o tempo em que costumávamos usar o Instagram ou qualquer outra rede social como Facebook ou mensageiros como Whatsapp  para compartilhar...

Cidades

Um candidato a prefeito em Rio Negro, distante 149 km de Campo Grande, terá que excluir um post em que desqualifica uma pesquisa eleitoral...

Brasil

O Brasil atingiu a marca de 200 mil mortos por Covid-19 nessa quinta-feira (7/1). Em 10 meses, o novo coronavírus mudou a maneira como os brasileiros vivem, relacionam-se...

Cidades

O jornal Tendência do Estado fundado em 12 de maio de 1994, dia em que comemora se o aniversário do Município de Costa Rica,...