Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaque

‘Detran-MS tem que deixar de ser caixa de campanha’, critica Almi sobre taxas

O deputado estadual Cabo Almi () criticou nesta quinta-feira (3) as taxas do  (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), que entre as mais caras do Brasil, como revelou o Jornal Midiamax nesta semana. “O Detran tem que deixar de ser caixa de campanha”, afirmou.

Para o parlamentar, a arrecadação da autarquia deve beneficiar diretamente o contribuinte.

“Os recursos arrecadados obrigatoriamente tem que ser investidos em tecnologia, melhoria da qualidade do atendimento ao cliente, campanhas educativas e melhorias da qualidade de sinalização  das vias públicas”, explicou.

A reportagem perguntou para os 24 deputados estaduais a opinião deles a respeito dos preços de taxas do , e publicará o posicionamento de cada um, conforme responderem.

A taxa para quem comprar um carro novo emplacar e emitir o 1º registro em Mato Grosso do Sul é de R$ 496,86, a partir de 1º de dezembro. Já a vistoria veicular é a 3ª mais cara do país e vai para R$ 177,45 no próximo mês.

Ambos os serviços estão diretamente ligados à ICE Cartões Especiais Ltda., que junto da  Informática fraudaram o setor de informática do departamento. A empresa já recebeu R$ 198 milhões do .

Indicação

Durante a sessão de ontem, quarta-feira (2), da  (Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul). Pedro Kemp () apresentou indicação solicitando ao  a redução dos valores de diversas taxas.

Na justificativa, o parlamentar cita trechos de reportagem publicada ontem, terça-feira (1º). “O serviço de primeiro emplacamento no Estado é 49% mais caro que a segunda maior taxa do país, de R$ 333,20, praticada pelo Detran do Espírito Santo. O mais barato é o do Maranhão, onde é possível emplacar um carro 0 KM por R$ 31,30”, destacou.

Taxas mais caras

Em Mato Grosso do Sul, o  realiza em torno de 180 mil vistorias por ano, que nos valores válidos para dezembro de 2020 corresponderia a R$ 31 milhões. Portanto, se considerarmos o valor praticado em janeiro deste ano, R$ 146,60, a arrecadação seria de R$ 26,3 milhões, uma diferença de quase R$ 5 milhões.

O valor praticado pelo  é superior ao praticado por outros estados. No Paraná, por exemplo, para realizar a vistoria no veículo, o proprietário tem que desembolsar apenas R$ 49,56. Já no Mato Grosso a taxa é de R$ 22,69.

Em relação aos valores dos serviços, o Detran diz que “a tabela de serviços da autarquia é instituída pela lei 4.282 de 2012 e qualquer alteração deve ser realizada pela Assembleia Legislativa”. fonte midiamax

You May Also Like

Sem categoria

A região dos Jardins, localizada na zona oeste de São Paulo, abrange as ruas de quatro bairros nobres: Jardim Paulista e Jardim América, no...

Brasil

No dia 7 de janeiro, Instituto Butantan anunciou 78% de eficácia em casos leves e 100% para moderados e graves, mas não revelou índice...

Destaque

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), exonerou o vice Murilo Zauith (DEM) do comando da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura). O decreto foi publicado...

Destaque

Orgão de imprensa de Paraíso das Águas, apurou  que o balão satélite encontrado em solo, em um retiro da Fazenda Marechal Rondon, em Paraíso...