Connect with us

Hi, what are you looking for?

Alcinópolis

Agosto Lilás: Legislativo faz sinal vermelho contra a violência doméstica

Agosto começou e trouxe consigo uma campanha especial: o Agosto Lilás, que tem como objetivo o combate à violência doméstica e familiar contra mulheres. Durante todo o mês, a Câmara Municipal de Alcinópolis levantará essa bandeira com ações simples: a divulgação do X vermelho na palma da mão, como forma de pedir e oferecer ajuda às mulheres que encontram-se nessa situação.

Com a pandemia e a orientação pelo isolamento domiciliar devemos entender que o número de mulheres vítimas de violência doméstica ou feminicídio cresceu expressivamente em todo o território nacional. E muitas delas submetem-se a isso por medo, vergonha, falta de acolhimento, ou por estarem sob constante vigilância. As vítimas, geralmente, possuem muita dificuldade para prestar queixas de abuso contra seus agressores e ficaram mais vulneráveis. E é isso que o Legislativo propõe: o acolhimento dessas mulheres para que possam ter coragem para se libertar desse tipo de violência.

A campanha “Legislativo faz sinal vermelho contra a violência doméstica” é uma adaptação da campanha nacional “Sinal vermelho contra a violência doméstica”, lançada no Brasil em junho deste ano entre as farmácias, e agora conta com a adesão do Legislativo Municipal. A campanha procura popularizar uma ação simples que consiste em incentivar as vítimas a mostrar um X vermelho na palma da mão para que qualquer pessoa entenda que se trata de uma denúncia e em seguida acione a polícia, encaminhando a vítima para o acolhimento.

Agosto Lilás

Em Mato Grosso do Sul, desde o dia 1º de agosto, está sendo trabalhada a campanha “Agosto Lilás”, instituída por meio da Lei Estadual nº 4969/16, com o objetivo de divulgar a Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência e os mecanismos de denúncias existentes.

Devido à pandemia, este ano a campanha será apenas virtual, com realização de lives, workshops, rodas de conversa online, posts nas redes sociais, entrevistas em rádio, sites e jornais; o objetivo é alcançar os 79 municípios sul-mato-grossenses e sensibilizar toda a sociedade, para que se engajem na campanha de prevenção e combate à violência doméstica e familiar contra a mulher. fonte Bruna Souza

You May Also Like

Marketing Digital

Já se foi o tempo em que costumávamos usar o Instagram ou qualquer outra rede social como Facebook ou mensageiros como Whatsapp  para compartilhar...

Cidades

Um candidato a prefeito em Rio Negro, distante 149 km de Campo Grande, terá que excluir um post em que desqualifica uma pesquisa eleitoral...

Brasil

O Brasil atingiu a marca de 200 mil mortos por Covid-19 nessa quinta-feira (7/1). Em 10 meses, o novo coronavírus mudou a maneira como os brasileiros vivem, relacionam-se...

Destaque

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), voltou a trás e anulou a nomeação de três familiares para cargos comissionados na prefeitura da cidade...