Connect with us

Hi, what are you looking for?

Costa Rica

Acusado de aborto que resultou na morte da cunhada consegue liberdade

A 1ª Câmara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) deferiu o pedido para que Hugleice da Silva responda em liberdade pela morte da cunhada Marielly Barbosa, de 19 anos, ocasionada durante um aborto em 2011. No entanto, ele segue preso no Mato Grosso, após esfaquear a esposa Mayara Barbosa, irmã de Marielly.

A defesa recorreu alegando insuficiência de provas e pedindo que ele fosse impronunciado, ou seja, que deixasse de responder pelo aborto, tendo como resultado morte da gestante, e pela ocultação de cadáver.  Neste sentido, solicitou a revogação da prisão preventiva.

Em sua decisão, o desembargador Emerson Cafure considerou que em caso de eventual condenação  na pena mínima estabelecida para cada crime imputado, resultaria em prescrição, tendo em vista que se passaram nove anos. “Diante desse contexto, muita embora, até o momento seja reconhecida a validade formal do decreto de prisão do recorrente, de modo a justificar a cautela máxima no momento de sua emissão, para a garantia da ordem pública, entendo que a prisão se tornou excessiva”, disse. fonte midiamax

You May Also Like

Marketing Digital

Já se foi o tempo em que costumávamos usar o Instagram ou qualquer outra rede social como Facebook ou mensageiros como Whatsapp  para compartilhar...

Cidades

Um candidato a prefeito em Rio Negro, distante 149 km de Campo Grande, terá que excluir um post em que desqualifica uma pesquisa eleitoral...

Brasil

O Brasil atingiu a marca de 200 mil mortos por Covid-19 nessa quinta-feira (7/1). Em 10 meses, o novo coronavírus mudou a maneira como os brasileiros vivem, relacionam-se...

Destaque

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), voltou a trás e anulou a nomeação de três familiares para cargos comissionados na prefeitura da cidade...